Cicuta - Diário de Uma Mulher


10/09/2011


Mudança para plataforma Sapo

 

Beijos a todos

 

 

Imagem: retirada da net

 

 

A Todos os que me liam e comemtavam e ao que apepenas me liam.

 

 

Embora tenha adorado todo o tempo que estive convosco, vou regressar ao Sapo, apenas por motivos técnicos da forma como o UOL funciona a nível da permissão do tamanho do texto escrito; que como vocês sabem eu tenho o defeito de me alongar.....

 

 

Um grande beijo a todos os que me leram, muito continuo a ter contacto, alguns, infelizmente, perdi, pois hoje em dia são blogs privados!

 

 

Só agora deixo esta mensagem pois tive alguns problemas e esqueci-me completamente da password do Blog e o PC onde estava memorizada, avariou-se de vez, faz anos e foi para o lixo!

 

 

todos vós ajudaram-me muito, em tempos complicados, nunca me esquecerei do carinho com que me acolheram, vou ser Avó pela 2ª vez, a minha filha ficou melhor do que se esperava, estou desempregada, mas "quem não está?!" (risos), e ainda não perdi a mania de ir viver para aí, locar tem que ser perto da praia, quentinho, pois a minha fibroialgia não gosta mesmo de frio...

 

 

 

Um grande, grande beijo a todos.

 

 

 

 

Cicuta

 

 

 

Fica o link nova para visitas:

http://despojosdodia.blogs.sapo.pt/

Escrito por Cicuta às 12h31
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

26/04/2008


Distante e tão perto

 

Estás longe, um pouco longe...

 

Mas sem que saibas estamos mais juntos que nunca.

 

Tu distante não vês as minhas imperfeições, a minha gordura, a minha vergonha...

 

Tu distante voltas a ser o meu Amante, que quando passa as mãos tem um corpo bonito, com curvas...

 

Tu distante somos novamente um só, um orgasmo só!

 

Adoro-te mais ainda por estares distante, por não veres a minha degradação.

 

Não que fosses critico no assunto, sempre tiveste uma palavra de conforto como:

 

- "Gata tu não és gorda, está provisoriamente gorduxa...."

 

Por muito que não pareça muita Mulher gostaria de ouvir isso.

 

Eu gostava, embora não demonstrasse.

 

Por ti e para Ti o "azul" hoje não tem parado...

 

O teu perfume na almofada...

 

E com a minha imaginação o teu "eu" dentro de mim!

 

Beijos de Amante, muito amante, puta, mulher tudo!

 

 

 

Cicuta

 

 

Escrito por Cicuta às 16h34
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

27/12/2006


Fim

 

 

 

Fotos: Fonseca Loff

 

 

Depois de muito pensar decidi que a Cicuta já tinha feito tudo o que devia ter feito.

 

As várias personalidades da Cicuta foram morrendo com o tempo e a única que restou não quer escrever mais...

 

Não tem nada mais para dar já deu tudo, neste momento está vazia e quando assim é é melhor parar.

 

Adorei a Cicuta foi em muita coisa tudo o que tenho escondido, refreado,o que não mostro a toda a gente... Mas como qualquer criador tive o poder de lhe dar vida por isso agora retiro-a.

 

Gostei de todos os vossos comentários e carinho e continuarei a visitar-vos na mesma, umas vezes como Cicuta outra como ...... mas podem ter a certeza que vos vou ler a todos.

 

Quero agradecer em especial à Afrodite (Templo de Sedução) por toda a paciência que teve para me aturar e fazer uma nova casa para o Blog, foi importante para mim todo o carinho que ela me deu.Tenho a certeza que ia ficar linda!

 

 

 

Desejo-vos a todos um Bom e Santo Natal e que 2007 seja um ano cheio de coisas boas, alegrias, dinheiro, sexo!!!!!!

 

 

 

Cicuta

 

Escrito por Cicuta às 12h05
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

13/12/2006


Romantismo....

Isto é o que eu chamo:

Ser romântico até debaixo de água.......

 

 

 

Pensar que eles há tantos assim....

 

Românticos como botas da tropa.....

 

 

Cicuta

 

 

 

 

Ps: Desculpem a pouca atenção que vos tenho dado mas esta urticária dá cabo de mim..... E veio para ficar imaginem que até há adrenalina sou "alérgica", tal como água, suor, pó, humidade, etc......

 

Eu vou visitar-vos mas entre um coçadela e outra e realmente não tenho comentado. Beijos

 

Ahhhhh isto não se pega e não deixa marcas, felizmente!

Escrito por Cicuta às 19h40
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

06/12/2006


 

Foto: Cicuta

 

 

 

 

Tenho os olhos vendados!

 

As mãos afastadas e atadas!

 

Os pés afastados e atados!

 

A saia está arregaçada as meias há mostra!

 

A blusa amarrotada e meia aberta, deixando ver o soutien

 

O cabelo em desalinho, uma parte espalhada na almofada e a outra colada na cara, agarrada ao suor do meu rosto

 

Não há música!

 

Ouço os teus passos descalços, sinto os teus olhos postos em mim, sinto o cheiro do teu perfume, sinto-te mexer à minha volta mas não sei o que fazes!

 

Sentas-te na borda da cama, continuas em silêncio.

 

Alguma coisa tilinta junto ao meu ouvido...

 

Metes-me o dedo entre pernas, bem fundo e retiras tão bruscamente como o  meteste. O tilintar continua bem perto do meu ouvido parecem correntes mas por outro lado não...

 

Agarras-me pelo cabelo e obrigas-me a sentar!

 

Amarrada como estou é difícil e até um pouco doloroso.

 

Grito um aiii...

 

Pelo modo brusco com que me puxaste o cabelo sei que não gostaste, tu gostas do meu silêncio!

 

Fico sentada e em desequilibro, pois as pernas estão presas a um ferro o que não me permite fecha-las, sinto a tua mão na virilha e sem cerimónias rasgas-me as cuecas.

 

Dou um gemido baixo e rouco pois a renda cortou-me a pele!

 

Tu sentes e baixas-te para me beijar na zona dorida, beijas e chupas e andas com a língua de roda do meu clitóris mas sem lhe tocar...

 

De imediato esqueço a dor e fico húmida, húmida como só tu me sabes pôr!

 

De repente desapareces, ouço-te os passos a afastarem-se, o que terás ido fazer?!

 

A espera parece eterna e embora saiba que não estás por perto não me atrevo a mudar de posição

 

Voltas, sentas-me melhor na cama mas amarras o meu cabelo com fitas ás correntes que pendem do tecto.

 

Rasgas-me a blusa e o teu pénis vai-se metendo na minha boca e  peito, com a outra mão penetras-me com algo frio, muito frio e grosso!

 

Paras sempre que me sentes excitada, não sei com o quê me penetras, que me lembre não tenho nada cá em casa que provoque tal sensação...

 

É desconfortável mas bom ao mesmo tempo, não sei o que é e acho que nem vou querer saber!

 


Sinto-te descer sempre com a língua a tocar o meu corpo, desces, desces e páras na zona do meu ventre e lambes como se fosses um animal.

 

Desces até chegares ao meu clitóris e começas por lhe tocar com algo frio, gelado... é gelo! Com as mãos afastas os lábios e metes dois dedos da vagina e penetras-me por detrás enquanto com o gelo e os dedos fazes o resto.

 

A confusão de sensações é grande, o calor, o frio, o movimento...

 

Quando me estou quase a vir quero fechar as pernas, tu sabes bem disso, daí o ferro!

 

Fico doida de tesão por não poder fecha-las!

 

As pernas tremem-me!

 

Quero agarrar-te e esgadanhar-te e não posso as mãos também estão presas!

 

Sinto os teus olhos postos em mim, aposto que sorris!

 

Quero morder-te e não posso os cabelos amarrados não me permitem grandes movimentos!

 

Tu sabes disso, meu cabrão, conheces-me tão bem!!

 

Sabes que não sou de grandes orgasmos mas que estes são os melhores!

 

Quando me começo a vir, toda eu tremo, a minha cara contorce-se em esgares que talvez não sejam bonitos, mas que são de puro animal em tesão!

 

Toda eu tremo, as pernas ficam tão hirtas que até fico com caibras, o meu cheiro a Mulher, a sexo invade o ar do quarto e cola-se a ti!

 

Venho-me uma vez e peço-te por tudo que pares, não é isso eu não quero que pares mas sim que me soltes!

 

E tu meu animal, fazes de conta que não é nada contigo e continuas até eu ter mais dois, três, quatro orgasmos e estár completamente descontrolada, descontrolada a ponto de te matar!

 

Descontrolada de fúria e prazer, de ódio e paixão, de te bater e foder!

 

Soltas-me finalmente e assim que me vejo livre a primeira coisa que faço é mandar-te deitar!

 

Obedeces, sorridente, com ar de filho da puta!

 

Ainda por cima tens a lata de sorrires na minha cara!

 

Ato-te as mão e os pés!

 

Sento-me em cima de ti e de violador passas a violado!

 

Fodeste-me!

 

Agora fodo-te Eu!

 

Não, meu lindo, não me tocas!

 

Isso querido, bem enterrado, bem fundo!

 

Agora espera que vou só acender a vela!

 

Não, Beleza, não te vou cantar os parabéns....

 

Escrito por Cicuta às 18h45
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

04/12/2006


Em resposta

 

 

Em resposta a uma menina de um blog muito malandrinho

 

 

Hotplace

 

http://gatxinhos.blogspot.com/

 

 

Aqui ficam algumas manias minhas só as "decentes....."

 

 

5 Cicutisses

1- Ir ao salão erótico e meter conversa com todos os expositores, mexer em tudo, tirar fotos, ser pintada, pintar a manta, enfim curtir...

 

 
2- Comprar sapatos, mais sapatos e lingerie...

 

 

3-  Lêr com a tv e o cd a tocar ao mesmo tempo

 

 

4- Tomar banho de banheira cheia (como diz a minha neta) com velas, livro, cigarros, música, vinho branco ou de preferência champanhe

 

 

5- “dormir” em hotéis e afins....

 

 

6 – Tentar o meu amante e dar-lhe cabo da cabeça com mil e uma invenções (ok... são só 5!!!!!)

 


Próximos concorrentes a responder ao desafio


 

Inconfidentes 1 e 2  http://inconfidencias.blogs.sapo.pt/

 

Miss Lust  http://missluxuria.blogs.sapo.pt/


Felina http://omeupontog.blogspot.com/

 

 

 

Anda tudo tão ocupado que ninguém me vai ligar peva.......

                                                                                         

Escrito por Cicuta às 18h41
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

30/11/2006


Cor e Cheiro de Mulher

                                            Desenho: Julie Belle

 

 

Mulher é paleta de cores!

 

Mulher é “bouquet” de flores e especiarias!

 

No rosto cheira a rosas suaves, nos cabelos a alecrim.

 

O pescoço lembra lavanda com cores múltiplas de tons pastel.

 

O colo, o peito cheiram a leite com mel e pode ter o tom das rosas silvestres.

 

No ventre lembra todas as flores do campo e o cheiro é doce como os morangos ou as amoras silvrestres tornando-se levemente almíscar no caminho do sexo.

 

Neste, a cor é magenta, mas de fogosa paixão tal como a malagueta selvagem, arde, faz-nos transpirar, mas é um mar de emoções, cheira a cravinho com mel e rosmaninho podendo ter um leve toque de gengibre.

 

Nas pernas pode ser madressilva cheiro a terra molhada, cores ocres e quentes....

 

No conjunto Mulher cheira a Vida, a Natureza a Chuva e Orvalho...

 

Mulher tem cor e tem cheiro!

 

Claro que existem mulheres só em tons de azul e com cheiro a gelo e neve...

 

Depende de Ti ao que cheira e que cores tem a Tua Mulher!

 

 


 

Escrito por Cicuta às 21h14
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

25/11/2006


Será pesca, será caça??

  

 

Eles passaram por nossa casa para nos irem buscar. Eu levei a cesta do pick-nick e ele toda a parafernália que diz ir precisar para a pesca...

 

Lá em baixo os nossos amigos aguardavam encostados ao mono-volume. O Pedro é um homem alto moreno, de olhos negros e ar sempre sorridente, estava de calções e camisa caqui e no alto da cabeça um ridículo chapéu de cor indefinida cheio de anzóis e outras coisas que juro que não percebi!

 

A Laura é uma mulher alta muito sardenta e de longos cabelos ruivos escuros, os seus olhos são verdes, mas de um verde tão escuro que por vezes parecem escuros. Estava vestida de saia calção de ganga e t-shit verde e tinha o cabelo atado com um lenço.

 

Depois de guardarem tudo no porta bagagens enquanto gozávamos imenso com as figuretas deles nos seus trajes de grandes e experientes pescadores!

 

Entramos no carro e seguimos para fora da cidade.

 

Chegamos a um local lindo, um pequeno bosque junto a um lago! Enquanto eles foram dar uma volta de reconhecimento para encontrarem o local ideal da grande pescaria, nós tiramos os cestos com a comida, as mantas e caminhamos até junto a uma árvore enorme de onde se avistava o lago e que era ladeada por tufos de flores selvagens de cores variadas.

 

Esticamos as mantas e abrimos a toalha de quadrados vermelhos e brancos, sem isso não seria um pick-nick... colocamos os cestos em cima de uns troncos cortados e começamos a retirar tudo cá para fora.

 

Pouco a pouco a toalha enchia-se de tartes, saladas, queijos e patês, rosbife bem cru, pãezinhos, cerejas, e o mais importante o champanhe e o vinho branco!

 

Eles chegaram já de mãos a abanar... também já tinham montado o acampamento deles!

 

Sentamo-nos e começamos o repasto, eles não iriam poder beber muito coitadinhos pescador embriagado não pesca... Lol

 

Nós comemos, demos, comida na boca uns aos outros, o champanhe escorria pelos nossos decotes...

 

A determinada altura ela chegou-se a mim e deu-me um beijo, esse beijo estava repleto de champanhe...

 

Eu virei-me para eles e disse-lhes:

 

- Queridos, está na hora de irem pescar, não acham?

 

Enquanto o dizia, ia-lhe tirando a t-shit molhada e ela desabotoava-me o vestido!

 

- Amor, disse ela ao Pedro, vai pescar que nós temos de conversar....

 

Eles estavam mudos e com as canas de pesca bem hirtas, mas não arredavam pé!

Escrito por Cicuta às 17h19
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Será pesca, será caça?? (Final)

- Lindas estamos muito cheios e o peixe deve estar a dormir, não podemos ficar aqui quietinhos? Juramos que não mexemos!

 

- É como ele diz, vocês nem dão por nós.....

 

Sorrimos e por esta altura já nem os ouvíamos, ela beijava-me os lábios e acariciava-me em baixo, eu tirei-lhe a saia calça e barrei-a com patê depois lambia com a maior das ternuras mas firmezas.

 

Ela gemia baixinho e os nossos dois “assistentes” estavam completamente perlados de suores... Já tinham as “canas de pesca” na mão e pareciam estar em plena pesca ao espadarte, tal era a luta que travavam!

 

Como se nada fosse connosco continuamos calmamente rebolado, afagando, lambendo e introduzindo coisas, uma na outra, tudo o que havia para comer e beber nos provamos do corpo uma da outra, misturando o nosso “sal” o nosso “agridoce” com o tempero da comida!

 

Quando olhamos novamente para o lado eles estavam ajoelhados perto de nós e imploravam para se reunirem a nós!

 

Estavam tão hirtos que diziam que até lhes doía, queria enfiar em nós em qualquer lado, ou então apenas tocar!

 

- Não! Hoje é só para ver se, se portarem bem talvez para a próxima!!!!

 

Eles não aguentaram e explodiram num jorro quente para cima de nós, que para piorar as coisas, esfregamo-nos, lambemo-nos e viramo-nos para eles excitada que nem cadelas e masturbamo-nos mesmo na cara deles!

 

Eles “fartos” das nossas brincadeiras enfiaram a cara nas nossas pernas, prenderam-nos os braços e deram-nos uma das melhores fodas da nossa vida!!

 

Nada melhor que provocar e espicaçar um homem!! Lol

 

A partir desse dia tornamo-nos grandes aficcionados da pesca, caça, e tudo o mais que vos possa passar pela cabeça.

 

No nosso círculo de amigos todos ficam espantados como é que ao fim de uma semana árdua de trabalho nós estamos sempre animados para os fins-de-semana cansativos em plena natureza!

 

Se a vossa curiosidade vos leva a pensar sobre que fode quem...desistam...a minha boca é um túmulo!!!!!

 

Fixe, no cemitério!!! Nunca tinha pensado nisso......

 

 

Cicuta

 

 

(Esta de ter de publicar em prestações irrita-me....)

Escrito por Cicuta às 17h16
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

18/11/2006


O tesão da Loba

 
 
 
 
Lânguida loba com seu olhar cioso
Em busca de um bom macho para amar
Exala sensual perfume ardiloso
Mostrando sua volúpia ao caminhar.

Tanta sensualidade mostra ao uivar
Seu corpo grita prazeres, ansioso!
Nas loucuras da noite quer se entregar
Para gozar o orgasmo mais gostoso.

Coberta por uma chama de paixão
A loba busca o fogo da delicia
Beijando a lua espalha a sedução.

Com o sexo latejando de tesão
Na sombra faz o jogo da malicia
Querendo copular na escuridão.

 

 

Poesia de Daniel Fiúza

Escrito por Cicuta às 16h01
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

14/11/2006


Concurso

Olha o que eu me havia de lembrar!

 

A idade bem que me podia ter dado juizo...mas não!

 

 

http://gatxinhos.blogspot.com/

 

 

Alguém tinha de representar as Avós e as Lobas depois dos 45 anos... lol

 

 

 

Cicuta

 

 

 

Escrito por Cicuta às 14h50
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

11/11/2006


A Caixa

Ele está no escritório quando chega um paquete com uma encomenda.

 

- Por favor assine aqui.

 

Assina e recebe uma pequena caixa. Liga para a secretária a perguntar se sabe do que se trata, se algum cliente ficou de enviar alguma encomenda.

 

Ela não sabe de nada, a menos que tenha sido combinado com a outra colega, mas essa foi ontem de férias e se tal tivesse acontecido de certo que teria mencionado.

 

Fica intrigado a olhar para a caixa, nem sabe o porquê, mas fica!

 

Será?! Não, não deve ser...

 

A pequena caixa aguarda adormecida em cima da secretária, o sol que entra pela janela começa a incidir-lhe fazendo brilhar o papel branco encerado com está embrulhada.

 

O telefone toca e ele atende.

 

Como é seu hábito vira a cadeira de frente para a janela enquanto conversa, é ex, precisa de mais dinheiro para os miúdos pois vão passar a ter aulas de equitação, aproveita também para o ir avisando que a pensão que ele lhe dá já mal lhe chega para os alfinetes...

 

Os olhos dele passeiam distraídos pela paisagem que se avista da janela, o parque verdejante, o céu limpo, um lago lindo...

 

De vez em quando afasta o telefone do ouvido, não tem que ouvir tudo, já conhece a conversa de cor.

 

- Blá, blá, ...

 

O seu olfacto começa a aperceber-se de um cheiro que suavemente vai envolvendo o gabinete, distraído começa a tentar ver de onde vem.

 

Vira-se e revira-se até ficar embrulhado no fio do telefone (malditos telefones com fio) até que se apercebe que o que sente é cheiro a perfume, a perfume de flores mais propriamente e vem da caixa!

 

Completamente excitado, como uma criança, diz para o bocal.

 

- Sim, tudo bem faço a transferência para a sua conta ainda hoje. Beijo para os miúdos, adeus.

 

Tranca a porta do gabinete e senta-se com a caixa nas mãos, cheira-a.

 

O cheiro é mais intenso, deve ter sido o calor do sol que fez com que se soltasse daquela maneira, e se entra alguém?!

 

Abre a caixa e lá dentro está:

 

Um conjunto de 3 chaves, 1 comando e uma folha de papel cor de violeta na qual está escrito o seguinte:

Escrito por Cicuta às 18h33
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

A Caixa (meio)

"Beleza,

 

Tenho um novo Jogo para nós!!

 

Aqui estão as chaves da minha casa da Cidade e o comando da garagem.

 

Se aceitares é assim:

 

Durante as próximas 8 noites a contar de hoje, escolhes uma, qualquer, uma e gostava que fizesses o seguinte:

 

Podes aparecer a qualquer hora, mas não podes avisar.

 

Vais ter de me surpreender.

 

De preferência apanhar-me a dormir ou no mínimo não devo dar por ti.

 

Não te vou facilitar a vida, agirei como se de um ladrão ou violador te tratasses.

 

O que quero dizer é que terás de me apanhar completamente desprevenida e até mesmo de me fazer sentir um certo medo.

 

A adrenalina é um excelente afrodisíaco, como sabes...

 

Podes e deves usar toda a tua imaginação, descaramento, despudor e libido, deixa o cavalheirismo em casa!

 

Quero sexo, muito sexo, daquele puro e duro sem grandes meiguices nem mimos!

 

Mas tem mais...

 

Como eu não sei quando vens, podem acontecer várias coisas:

 

Posso ter ido sair e aí esperas ou não, é, contigo.

 

Posso estar acompanhada com um homem ou uma mulher ou até mesmo com ambos e aí tens possibilidades de escolha.

 

Se for homem, não tens de lhe tocar, ele também não gostaria.

 

Podes em qualquer dos casos ficar só a assistir, mas vais ter de dar ordens.

 

Quero filmar tudo!

 

Podes nunca aparecer, mas ao fim das 8 noites quero as chaves e o comando pela mesma via.

 

 

Ps: Vou ter sempre champanhe e cerejas (sabes que não gosto de morangos) no frigorifico e a sala já está preparada com o grampo e tripé, os acessórios estão na gaveta do costume, a chave está contigo.

 

Beijo"

Escrito por Cicuta às 18h32
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

A Caixa (fim)

Ele levou o papel ao nariz e cheiro-o agarrou as chaves com a mão, olhou pela janela e sorriu enquanto sentia o seu melhor e grande amigo aumentar de volume dentro das calças.

 

Aquela Mulher era completamente louca, tentou passar em memória algumas das loucuras que fizeram.

 

Lembrou-se de uma noite de Inverno, nas escadas do seu velho prédio de grandes casas e enormes escadarias de madeira, já estava separado, vivia provisoriamente com a Mãe e ela fora deixa-lo em casa, estava sem carro.

 

Ela devorara-o naquele vão de escada, entre o r/c e o 1º andar, o patamar de soalho velho rangia, estavam molhados, da chuva e não só.

 

Ele tinha-se começado a vir ainda no carro, enquanto ele  batia uma punheta e ela via, ela gostava de ver, de preferência gostava quando ele se vinha.

 

Depois ela pegara-lhe pelo pénis, como se de uma mão se tratasse e entrara no prédio com ele.

 

Como ela gostava de o beijar no pénis e depois na boca, tudo em seguida, como era bom o sabor dele na boca dela...

 

-..................Merda!!!!

 

- Droga, vim-me nas calças e agora?!

 

- Esta Mulher põe-me doido!

 

Sorrindo, levanta-se e veste a gabardina, que sempre tem no escritório, abre a porta e diz para a secretária.

 

- Não me estou a sentir bem, vou andando para casa, se houver alguma coisa urgente ligue-me.

 

 - Sim senhor.

 

- Não me diga que começou novamente a chover, estava um dia tão lindo?!

 

- Não, sou eu que tenho frio, sinto o corpo húmido...

Escrito por Cicuta às 18h30
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

05/11/2006


O meu FDS*

 

Chris Achilleos

 

 

Tomei hoje o meu último banho de mar

 

Agora chove e os relâmpagos cortam o céu

 

Tive um fim-de-semana fantástico, como já não tinha há bastante tempo. Boa companhia, boa conversa, boa mesa, e claro boa cama.

 

Começou com uma noite de nevoeiro no Cabo Espichel, passou pelo Meco, Lagoa de Albufeira e terminou hoje com uma tarde de banhos no Portinho da Arrábida. (O meu mundo de fadas particular)

 

Tirámos fotos eu aprendi muito pois não percebo nada. ponho esta aqui pois gosto muito dela e juro que não "pintei" nada!!

 

Portugal é um País fantástico... o governo pode não prestar, ganha-se mal somos, desorganizados, mas hoje em pleno mês de Novembro andava eu e meus amigos a nadar no calmo e nada frio mar da Arrábida!

 

Boa semana de trabalho para todos (eu continuo de baixa) e a fazer análises e testes e tretas, mas hoje não tive alergias nem picos!!! O mar cura tudo.

 

Beijos e é bem verdade que nem só de sexo vive a Mulher ou neste caso a ...... Cicuta

 

 

* A D O R O    esta abrevitatura   dá-me   T E S Ã O!

 

 

 

Escrito por Cicuta às 23h09
[ ] [ envie esta mensagem ] [ ]

Perfil

Meu perfil
Portugal, Mulher, de 46 a 55 anos, Portuguese, Viagens
Outro -

Histórico